Endereço da carteira de Satoshi Nakamoto: Quanto BTC Satoshi possui?

Endereço da carteira de Satoshi Nakamoto: Quanto BTC Satoshi possui?

Satoshi Nakamoto, o pseudônimo criador do Bitcoin , continua sendo um dos mistérios mais intrigantes do mundo da tecnologia e das finanças. Apesar de ter inventado uma criptomoeda que transformou as transações digitais e inspirou um movimento global, a identidade de Nakamoto e a extensão das suas participações em Bitcoin continuam envoltas em segredo.

Os pesquisadores estimam que as participações de Nakamoto são substanciais, variando entre 600.000 e 1,1 milhão de BTC. Esta estimativa coloca sua fortuna entre aproximadamente US$ 43 bilhões e US$ 80 bilhões com base nas taxas atuais de mercado, destacando não apenas o imenso valor de suas participações, mas também seu impacto significativo no mercado de criptografia.

Uma das peças mais significativas do legado de Nakamoto é o bloco de gênese do blockchain Bitcoin, que ele extraiu para receber uma recompensa de 50 BTC. O endereço da carteira associado a esta transação, “1A1zP1eP5QGefi2DMPTfTL5SLmv7DivfNa”, é talvez o mais famoso e tem sido o foco principal dos pesquisadores de blockchain. Esta carteira, junto com outro endereço “1HLoD9E4SDFFPDiYfNYnkBLQ85Y51J3Zb1”, usado para enviar a primeira transação Bitcoin, está confirmado como tendo vínculos com Nakamoto.

Apesar do valor bloqueado nessas carteiras, não houve nenhuma atividade sugerindo que Nakamoto tenha acessado ou movimentado seu Bitcoin, indicando que ele deixou essas riquezas digitais intocadas. Isso aumenta o enigma que envolve sua personalidade e intenções.

Especialistas em Blockchain acreditam que Nakamoto poderia ter usado mais de 20.000 endereços de carteira diferentes para gerenciar seu Bitcoin durante os estágios iniciais da criptomoeda. Cada uma dessas carteiras contém predominantemente 50 BTC, refletindo a recompensa da mineração antes do primeiro halving do Bitcoin. Até à data, estas carteiras permanecem inativas, contribuindo para a narrativa convincente do envolvimento misterioso e minimalista de Nakamoto com a sua criação.

À medida que o Bitcoin continua a ganhar aceitação e a integrar-se nos principais sistemas financeiros como um método de pagamento peer-to-peer seguro e uma alternativa à infraestrutura financeira tradicional, o mistério de Satoshi Nakamoto persiste. A sua visão na concepção de um sistema financeiro descentralizado continua a ser uma conquista significativa, embora encoberta pelo anonimato e repleta de perguntas sem resposta.

Endereços da carteira de Satoshi Nakamoto

Satoshi Nakamoto, o misterioso criador do Bitcoin, desempenhou um papel fundamental nos primeiros dias da criptomoeda, muitas vezes operando ele mesmo a maioria dos nós do Bitcoin. Devido ao seu envolvimento significativo, acredita-se que Satoshi acumulou um número substancial de bitcoins, com estimativas sugerindo que ele poderia manter entre 600.000 a 1,1 milhão de BTC em potencialmente mais de 20.000 endereços de carteira diferentes.

Durante os estágios iniciais do Bitcoin, apenas uma comunidade especializada envolvida em criptografia conhecia a tecnologia blockchain. Satoshi, conhecido por sua abordagem cautelosa em relação à privacidade, usou um padrão distinto no gerenciamento de seus endereços, tornando difícil confirmar o número exato de bitcoins ou os endereços de carteira que ele controlava. O pesquisador de Blockchain Sergio Damian Lerner identificou um padrão conhecido como padrão ‘Patoshi’, que fornece algumas dicas sobre os endereços que podem pertencer a Satoshi com base nas características de codificação dos primeiros blocos Bitcoin.

A maioria dos endereços de carteira de Satoshi contém a recompensa inicial de mineração de 50 BTC. A maioria dessas carteiras permaneceu intocada, exceto por doações simbólicas ocasionais de entusiastas do Bitcoin, contribuindo ainda mais para o folclore em torno de sua fortuna intocada. A tabela abaixo lista alguns dos endereços de carteira significativos que se acredita estarem associados a Satoshi:

  • 1A1zP1eP5QGefi2DMPTfTL5SLmv7DivfNa: Contém 99,72 BTC e é conhecido como o endereço de gênese.
  • 12cbQLTFMXRnSzktFkuoG3eHoMeFtpTu3S: Contém 18,44 BTC, usado por Satoshi para a primeira transação Bitcoin entre usuários para Hal Finney.
  • 1HLoD9E4SDFFPDiYfNYnkBLQ85Y51J3Zb1: Possui saldo de 50,08 BTC e está entre os endereços especulados.
  • Outros endereços como 12c6DSiU4Rq3P4ZxziKxzrL5LmMBrzjrJX, 1FvzCLoTPGANNjWoUo6jUGuAG3wg1w4YjR e 1J6PYEzr4CUoGbnXrELyHszoTSz3wCsCaj detêm pouco mais de 50 BTC e permanecem inativos, consistente com o resto de suas participações.

Apesar do fascínio por sua identidade e seu estoque de Bitcoins, a verdadeira personalidade de Satoshi e o escopo de suas participações continuam sendo um dos maiores enigmas do mundo da tecnologia. A sua decisão estratégica de permanecer anónimo e de não gastar os seus bitcoins acrescenta uma camada de mística ao seu legado, enquanto a sua criação inovadora continua a impactar significativamente o mundo financeiro.

Endereço da carteira Genesis de Satoshi Nakamoto

O endereço da carteira genesis, "1A1zP1eP5QGefi2DMPTfTL5SLmv7DivfNa", ocupa um lugar primordial na história do Bitcoin, pois foi usado para receber os primeiros 50 BTC já minerados – marcando o nascimento do blockchain Bitcoin. Esta carteira não é apenas o endereço mais icônico de Satoshi Nakamoto, mas também um símbolo dos princípios fundamentais do Bitcoin. Incorporada no código deste bloco de gênese está uma mensagem que diz: “The Times 03/Jan/2009 Chanceler à beira do segundo resgate para bancos”, o que não apenas define um contexto histórico, mas também ressalta a visão de Satoshi para um peer-to- sistema de pagamento entre pares desprovido de intermediários financeiros.

Atualmente, o saldo do endereço genesis é de 99,72 BTC, avaliado aproximadamente em US$ 7,3 milhões. Curiosamente, os 50 BTC recebidos inicialmente para minerar o primeiro bloco não podem ser gastos. De acordo com os insights de Charles Hoskinson, essa impossibilidade de gastar pode resultar do fato de que a transação coinbase do bloco genesis não foi adicionada ao banco de dados de transações globais do Bitcoin, embora ainda não esteja claro se essa omissão foi intencional ou um descuido de Satoshi.

Além da recompensa inicial de mineração, este endereço recebeu mais de 40 BTC em homenagens de vários usuários de Bitcoin, refletindo a reverência da comunidade pelo criador anônimo. Mais recentemente, em 5 de janeiro de 2024, um remetente anônimo adicionou significativos 26,9 BTC à carteira genesis.

Apesar das participações substanciais, esses bitcoins permanecem inativos, um detalhe que alimenta especulações contínuas sobre o status atual de Satoshi, com muitos sugerindo que ele pode não estar mais vivo. Esta carteira intocada continua a ser um ponto focal de intriga e respeito dentro da comunidade de criptomoedas, incorporando a natureza enigmática de Satoshi Nakamoto e seu impacto duradouro nas finanças digitais.

O endereço de Hal Finney

O endereço da carteira “1HLoD9E4SDFFPDiYfNYnkBLQ85Y51J3Zb1” ocupa um lugar especial nos anais da história do Bitcoin, pois esteve envolvido na primeira transação entre dois indivíduos na rede Bitcoin. Esta transação foi conduzida por Satoshi Nakamoto, que enviou 10 BTC para Hal Finney em 12 de janeiro de 2009, poucos dias após o lançamento do Bitcoin. Isso marcou um marco significativo, pois foi a primeira vez que o Bitcoin foi usado como uma moeda descentralizada peer-to-peer, indo além dos mineradores que recebem recompensas em bloco para o envolvimento real do usuário.

Hal Finney, um engenheiro de software americano e um proeminente ativista da criptografia, foi um dos primeiros a adotar o Bitcoin. Ele baixou o software Bitcoin logo após seu lançamento por Satoshi e rapidamente se envolveu em seus testes e desenvolvimento. Em 11 de janeiro de 2009, apenas um dia antes de receber a transação do Bitcoin, Finney tuitou sobre o Bitcoin, destacando seu envolvimento precoce e entusiasmo pelo projeto.

Hoje, o endereço associado a esta transação histórica contém 18,44 BTC, avaliados em aproximadamente US$ 1,34 milhão. O saldo aumentou gradualmente ao longo dos anos, provavelmente devido ao envio de transações pelos entusiastas do Bitcoin para o endereço em homenagem a Satoshi Nakamoto e Hal Finney por seus papéis fundamentais na criação e desenvolvimento do Bitcoin.

Este endereço, juntamente com o legado de Hal Finney, continua a fascinar e inspirar a comunidade criptográfica. Embora alguns tenham especulado que o próprio Finney poderia ter sido Satoshi Nakamoto devido ao seu envolvimento precoce e profundo, esta teoria foi largamente posta de lado. No entanto, a sua contribuição para os primeiros dias da história do Bitcoin é inegável e o seu trabalho pioneiro ajudou a estabelecer as bases para o que se tornaria uma mudança revolucionária na forma como as transações financeiras são conduzidas globalmente. A transação entre Satoshi e Finney no Bloco 170 não apenas testou as capacidades operacionais da rede Bitcoin, mas também simbolizou o potencial das criptomoedas para permitir transações seguras e sem confiança entre indivíduos.

middle

Quanto Bitcoin Satoshi Nakamoto possui?

Determinar a quantidade exata de Bitcoin de propriedade de Satoshi Nakamoto, o enigmático criador do Bitcoin, continua sendo um desafio difícil devido ao anonimato e às medidas de segurança operacional que ele implementou. Ao longo dos anos, vários investigadores tentaram quantificar as participações de Satoshi, oferecendo estimativas que variaram significativamente.

Sergio Demian Lerner, um notável pesquisador de blockchain, sugeriu em uma postagem de blog de 2013 que cerca de 63% dos primeiros 36.288 blocos (aproximadamente 1.148.800 BTC) foram extraídos por uma única entidade, provavelmente Satoshi. Lerner baseou sua análise em padrões distintos na atividade de mineração desses primeiros blocos, apelidados de padrão "Patoshi". Este padrão forneceu um método para distinguir entre os blocos extraídos por Satoshi e os de outros. Lerner observou que esses bitcoins nunca foram gastos, o que aumenta a dificuldade em confirmar a identidade do minerador.

Um exame mais aprofundado por outros pesquisadores, incluindo uma colaboração com a Bitmex em 2018, sugeriu que a análise inicial de Lerner pode ter tido algumas limitações. A Bitmex criticou a confiabilidade do uso da consistência do hashrate como prova definitiva da atividade de mineração de Satoshi e propôs uma estimativa revisada, sugerindo que Satoshi poderia possuir entre 600.000 e 700.000 BTC. Apesar desses debates, o consenso entre a comunidade criptográfica é que Satoshi extraiu uma quantidade substancial de Bitcoin, potencialmente valendo entre US$ 40 bilhões e US$ 75 bilhões com base nos preços atuais de mercado.

O mistério em torno do Bitcoin de Satoshi agrava o desafio. Embora seja quase impossível confirmar com absoluta certeza quais endereços lhe pertencem, a comunidade monitora de perto os endereços conhecidos ou suspeitos. Qualquer movimento desses endereços provavelmente causaria repercussões significativas nos mercados de criptomoedas. Até o momento, houve casos de movimentação de Bitcoin da era Satoshi, mas nenhum foi conclusivamente ligado ao próprio Satoshi.

No geral, embora os números exatos possam variar dependendo da análise, é geralmente aceito na comunidade de criptomoedas que Satoshi Nakamoto detém um cache significativo de bitcoins, o que o torna um dos indivíduos mais ricos do mundo, pelo menos no papel. A dormência contínua dessas moedas e o anonimato duradouro de Satoshi apenas aumentam o status lendário do misterioso criador do Bitcoin.

Transferência significativa de Bitcoin para a carteira Genesis de Satoshi em 2024

Em janeiro de 2024, ocorreu uma transação intrigante onde um usuário anônimo transferiu 26,9 BTC, avaliados em aproximadamente US$ 1,2 milhão na época, para o endereço Bitcoin Genesis – o mesmo endereço usado por Satoshi Nakamoto para receber a recompensa do primeiro bloco Bitcoin minerado. . Esta transação considerável aumentou o total de participações na carteira genesis para quase 100 BTC.

Os fundos foram movimentados logo após serem retirados da bolsa de criptomoedas Binance, envolvendo uma carteira que não tinha nenhuma atividade anterior, exceto esta única retirada. Após a transação para o endereço genesis, a carteira se envolveu com outra carteira identificada pela Arkham Intelligence como associada à plataforma de negociação Robinhood.

O motivo por trás desta transferência substancial permanece obscuro, embora alguns especulem que possa ter sido um esforço de marketing relacionado com o lançamento dos primeiros ETFs Bitcoin à vista – um marco significativo na integração de criptomoedas nos principais produtos financeiros. Independentemente da intenção, a comunidade criptográfica vê amplamente os 26,9 BTC enviados para a carteira original de Satoshi como efetivamente retirados de circulação, aumentando a mística e o legado do endereço genesis. Este evento ressalta o interesse e a especulação contínuos sobre a identidade de Satoshi e as origens do Bitcoin dentro do ecossistema criptográfico.

As participações em Bitcoin de Satoshi Nakamoto e suas implicações no mercado

Satoshi Nakamoto, o enigmático fundador do Bitcoin, manteve com sucesso o anonimato, apesar da imensa curiosidade e especulação em torno de sua identidade. Seus hábeis esforços de ofuscação e a natureza inerentemente quase anônima da tecnologia blockchain significam que qualquer conhecimento preciso sobre o número de bitcoins que ele possui permanece indefinido. No entanto, o consenso dentro da comunidade criptográfica é que Satoshi provavelmente controla mais de meio milhão de BTC, que permaneceram inativos em inúmeras carteiras.

Acredita-se que Satoshi possua milhares de endereços Bitcoin. A maioria deles não tem nada de notável, tendo sido usados apenas para receber recompensas em bloco durante os estágios iniciais da operação da rede Bitcoin. Essas carteiras não tiveram nenhuma atividade desde que receberam seus saldos iniciais e continuam sendo objeto de intenso escrutínio dentro da comunidade de criptomoedas.

O impacto potencial de qualquer movimento dentro destas carteiras não pode ser exagerado. Caso as transações tenham origem em qualquer um dos endereços suspeitos de Satoshi, as repercussões poderão enviar ondas de choque através dos mercados de Bitcoin. Tal evento poderia levar a uma volatilidade significativa do mercado, à medida que comerciantes e investidores tentam interpretar as implicações das ações de Satoshi – quer indiquem uma potencial liquidação ou apenas uma transferência estratégica de carteira. Isso ressalta a influência significativa que a misteriosa figura de Satoshi Nakamoto continua a exercer sobre o cenário das criptomoedas, mesmo anos após sua última comunicação conhecida.

bottom

Por favor, note que Plisio também oferece a você:

Crie faturas criptográficas em 2 cliques and Aceitar doações de criptografia

12 integrações

6 bibliotecas para as linguagens de programação mais populares

19 criptomoedas e 12 blockchains

Ready to Get Started?

Create an account and start accepting payments – no contracts or KYC required. Or, contact us to design a custom package for your business.

Make first step

Always know what you pay

Integrated per-transaction pricing with no hidden fees

Start your integration

Set up Plisio swiftly in just 10 minutes.